google-site-verification=t0RqaUFOILcT8EBxg1NEFiP7WVYlBg00uilQ2klT440
 

Rubiataba-Mozarlândia

Diocese de

Seminário Santa Cruz visita nossa Diocese


Seminário Santa Cruz em visita ao Bispo

A Diocese de Rubiataba-Mozarlândia recebeu a visita de estudantes do Seminário Santa Cruz. Situado em Goiânia, o Seminário acolhe a primeira etapa formativa, chamada de Propedêutico, ano mais voltado ao aprofundamento da vocação e espiritualidade em vista do início dos estudos de Filosofia e Teologia, etapas subsequentes.


A visita acontece nos dias 10 e 11 de outubro na cidade de Mozarlândia. Os seminaristas, acompanhados do padre responsável, Pe. Pedro, conheceram a cidade de Mozarlândia, uma das sedes diocesanas e participaram de um encontro com Dom Francisco Agamenilton, bispo diocesano e Pe. Lindemberg, pároco da cidade. Na oportunidade bispo e pároco partilharam com os estudantes um pouco vida e história diocesana. Ponto alto da visita foi a participação da celebração da Santa Missa na capela Nossa Senhora Aparecida.


O Seminário Santa Cruz tem a tradição de visitar as Dioceses do Regional Centro-Oeste. Desse grupo faz parte o Seminarista Emanuel, da cidade de Mozarlândia.


Todos os cristãos são chamados a oração pelas vocações, atendendo o pedido de Nosso Senhor Jesus Cristo: “Rogai, portanto, ao Senhor da messe para que envie trabalhadores para a sua messe!" Mt 9,38


Uma reflexão: Deus conta conosco

"Rogai, portanto, ao Senhor da messe para que envie trabalhadores para a sua messe!". Significa que: a messe existe, mas Deus quer servir-se dos homens, a fim de que ela seja levada ao celeiro. Deus tem necessidade de homens. Precisa de pessoas que digam: Sim, estou disposto a tornar-me o teu trabalhador na messe, estou disposto a ajudar a fim de que esta messe que está a amadurecer nos corações dos homens possa verdadeiramente entrar nos celeiros da eternidade e tornar perene comunhão divina de alegria e de amor. "Rogai, portanto, ao Senhor da messe"! Isto quer dizer também: não podemos simplesmente "produzir" vocações, elas devem vir de Deus. Não podemos, como talvez noutras profissões, por meio de uma propaganda bem orientada, mediante, por assim dizer, estratégias adequadas, simplesmente reclutar pessoas. O chamado, partindo do coração de Deus, deve sempre encontrar o caminho até ao coração do homem. E, contudo: exatamente para que chegue aos corações dos homens é necessária também a nossa colaboração. Antes de tudo, rogar ao Senhor da messe significa certamente rezar para isso, despertar o coração e dizer: "fazei por favor! Incentivai os homens! Acendei neles o entusiasmo e a alegria pelo Evangelho! Fazei-lhes entender que este é o tesouro mais precioso do que todos os outros tesouros e que quem o descobriu deve transmiti-lo!"


BENTO XVI: Encontro com os Presbíteros e Diáconos – Freising 14 de Setembro de 2006