google-site-verification=t0RqaUFOILcT8EBxg1NEFiP7WVYlBg00uilQ2klT440
 

Rubiataba-Mozarlândia

Diocese de

Pastoral Familiar Regional realiza formação na Diocese de Rubiataba-Mozarlândia

cnbbco.com

No sábado, 19 de fevereiro, aconteceu na cidade de Mozarlândia (GO) um dia de formação e reflexão com a Pastoral Familiar Diocesana, com o objetivo de reanimar as paróquias que já possuem e de implantar naquelas que ainda não tem Pastoral Familiar. O evento contou com a motivação e participação do bispo diocesano de Rubiataba-Mozarlândia, Dom Francisco Agamenilton; do assistente eclesiástico da Pastoral Familiar Diocesana, monsenhor Vanildo; do coordenador diocesano de pastoral, padre Edijael e do casal coordenador diocesano da Pastoral Familiar, Adalmir e Stephanie.


Monsenhor Vanildo deu início ao encontro acolhendo a todos e conduziu a oração e a apresentação de todos os presentes. Das 15 paróquias da diocese, 12 estiveram representadas por casais e padres. Cerca de 60 pessoas participaram da formação.


A Coordenação da Pastoral Familiar do Regional Centro-Oeste esteve presente, representada pelo casal coordenador Roberto e Darciene que abordou o tema: “Objetivo da Pastoral Familiar e sua Organização, a nível Paroquial, Diocesano, Regional e Nacional”. Também esteve presente o casal coordenador do Núcleo de Formação e Espiritualidade da Pastoral Familiar Regional, Jaime e Salete que trabalharam os Setores da Pastoral Familiar.


Dom Agamenilton fez uma reflexão sobre as Situações Especiais das Famílias hoje, e iniciou afirmando que “a família é a prioridade das prioridades da Igreja”, por isso, é tão importante ter uma Pastoral Familiar ativa em toda a diocese. O bispo disse que com esta formação o caminho está sendo reaberto, e que a família precisa ser “a base da sociedade e a portadora da melhor notícia: o amor de Deus. Ele ainda nos lembrou que é Jesus que nos pede: Famílias, Anunciem! (“ide por todo mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” – Marcos 16, 15).” Dom Agamenilton fez um levantamento junto com os presentes, sobre as Situações Especiais que mais precisam de atenção na diocese, como os desafios que precisam de uma atenção pastoral urgente e cuidadosa. Encerrou sua fala reforçando que em toda e qualquer situação é preciso: Acolher, Acompanhar, Discernir e Integrar.


Padre Edijael apresentou as Belezas e os Desafios da Pastoral Familiar e afirmou que “é necessário olhar para a família não só pelas suas dificuldades, mas também por suas belezas”. Disse que nosso ponto de partida deve sempre ser a realidade das nossas famílias, e que as crises familiares devem ser vistas como uma oportunidade de amadurecimento e crescimento, é oportunidade de recomeço e de esperança.

A formação foi concluída com o casal diocesano Adalmir e Stephanie com ações e propostas práticas para realizarem por foranias. A diocese é dividida em quatro foranias para facilitar o trabalho.


O casal coordenador da Pastoral Familiar do Regional Centro-Oeste, Roberto e Darciene, agradeceu o convite e a oportunidade de estar naquela diocese, pois esta, além de marcar o reinício dos trabalhos presenciais da Pastoral Familiar do Regional, reforça a unidade tão necessária para o trabalho da Pastoral Familiar com todas as 12 dioceses do Regional Centro-Oeste. O casal afirmou ainda que a Comissão Executiva da Pastoral Familiar está disposta a contribuir sempre que necessário com todas as dioceses.