google-site-verification=t0RqaUFOILcT8EBxg1NEFiP7WVYlBg00uilQ2klT440
 

Rubiataba-Mozarlândia

Diocese de

Fazei isto em memória de mim: Quinta-feira santa


Estamos vivenciando a semana santa que é o coração da quaresma. Dentro da semana santa, nós temos o Tríduo Pascal, que damos início com a celebração de hoje. A quaresma foi o tempo de preparação para vivenciarmos bem o Tríduo Pascal, pois ela nos ofereceu 40 dias para nos preparar espiritualmente, nos penitenciando e jejuando.


Na celebração de hoje, Jesus Cristo institui dois sacramentos, a saber: a ordem e a Eucaristia. A instituição desses dois sacramentos em um só momento, já nos indica o que são um para o outro. Um está para o outro, ou seja, não existe sacerdote sem a eucaristia e nem existe eucaristia sem sacerdote. É na última ceia, sinal salvífico de Jesus, que ele diz: “Fazei isto em memória de mim”. É pela mão do sacerdote que perpetuamos esse sinal ao longo dos séculos. É pela mão do sacerdote que temos a graça de ainda hoje, celebrarmos os mistérios Divinos. É pelas mãos dele que temos a graça de termos Jesus Eucarístico nos altares do mundo inteiro. Por isso, no dia de hoje, reze pelo nosso Bispo Diocesano e reze por todos os sacerdotes da nossa diocese, para que eles possam exercer seu ministério sacerdotal com santidade, se configurando cada vez mais a Jesus Cristo.


Hoje, também, Jesus lava os pés dos seus discípulos, realizando assim uma transformação na mentalidade que temos de mestre. Pois certa vez, ele disse aos seus discípulos: “Se alguém quiser ser o primeiro, seja o último de todos e o servo de todos”. Com o ato de lavar os pés, Jesus nos mostra que para alcançarmos o Reino do Céu, precisamos nos abaixar, sair de nós mesmos, e servir ao próximo, com amor. Por isso, em seu último discurso ao discípulos, Jesus nos disse: “amai-vos uns aos outros, como eu vos amei”.


Colaboração: Seminarista Thassyo Oliveira