google-site-verification=t0RqaUFOILcT8EBxg1NEFiP7WVYlBg00uilQ2klT440
 

Rubiataba-Mozarlândia

Diocese de

Diácono Eulrieris: ordenado para o serviço da Igreja de Cristo

Pascom Diocesana

20 de julho de 2022


Para apascentar e fazer crescer cada vez mais o povo de Deus, Cristo Senhor instituiu na Igreja diversos ministérios destinados ao bem de todo o seu povo. Desde o tempo dos Apóstolos aparece com particular relevo, entre esses ministérios, o Diaconato, sempre tido em grande estima pela Igreja.


Diácono Eulrieris com Dom Agamenilton e sua família. Foto: Jamiro Arruda

Fortalecidos com a graça do sacramento da Ordem, Os Diáconos servem ao povo de Deus na diaconia da Liturgia, da Palavra e da caridade, em comunhão com o Bispo e seu presbitério. Cabe aos diáconos assistir ao Bispo e aos padres na celebração dos divinos mistérios, sobretudo a Eucaristia, proclamar o Evangelho nas assembleias litúrgicas e pregá-lo, instruir e exortar o povo, presidir o culto e as orações dos fiéis, administrar solenemente o batismo, distribuir a Comunhão, assistir e abençoar o matrimônio em nome da Igreja, administrar os sacramentais, presidir os funerais e consagrar-se aos diversos serviços da caridade (Pontifical Romano).


Como o lema “É Cristo que vive em mim” (Gl 2,20) o Seminarista Eulrieris Ramos de Souza recebeu a Sagrada Ordem do Diaconato em Solene celebração Eucarística presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Francisco Agamenilton Damascena. A Santa Missa aconteceu na manhã de Domingo, 17 de julho, na Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na cidade de Rubiataba.


Engenheiro Agrônomo nascido no dia 12 de abril de 1992, Eulrieris, após o discernimento vocacional, ingressou no Seminário Santa Cruz, em Goiânia onde realizou seu caminho vocacional. Parafraseando o Santo Padre, o Papa Francisco, Dom Agamenilton refletiu que Deus viu mais que um engenheiro agrônomo: viu uma vocação, um diácono, um padre.


Viver a vocação

Dom Agamenilton destacou que a resposta ao chamado de Deus alegra o coração e preenche a alma:

“ Viver a vocação é uma experiência semelhante aquela descrita pelo salmo 83: “felizes o que habitam vossa casa” – Felizes os que vivem sua vocação... ser o que Deus quer para mim vale mais do que ser o que os outros querem para mim”

Ser parte de uma nova família

O bispo também lembrou que quem é ordenado passa a fazer parte de uma nova família, algo sobrenatural gerado pelo Sacramento da Ordem e que deve ser cultivado ao longo da caminhada missionária.


Roguemos ao Senhor da messe que continue enviando operários para a sua messe.


No próximo dia 21 de agosto, na cidade de Mozarlândia, acontecerá a Ordenação do Diácono Bruno Almeida, mais um motivo de alegria e júbilo para nossa Igreja Particular. Por tudo isso louvemos ao Senhor!