google-site-verification=t0RqaUFOILcT8EBxg1NEFiP7WVYlBg00uilQ2klT440
 

Rubiataba-Mozarlândia

Diocese de

Clero reunido para Atualização Teológica se aprofunda na "amizade com Deus"

O clero da Diocese de Rubiataba-Mozarlândia participou do curso de Atualização Teológica entre os dias 21 e 23 de junho, no Mosteiro Santa Cruz, em Anápolis. O encontro faz parte da “Formação Permanente” dos presbíteros e teve como tema “Sacerdote, homem da amizade divina, místico e caminho da santidade” tendo o Pe. Titus Kieninger, Sacerdote dos Cônegos Regulares da Santa Cruz, como assessor.



Sacerdote, homem consagrado

Padre Titus destacou que o sacerdote é um consagrado, ou seja, separado para ser sinal de Deus no mundo. Citando a doutrina católica lembrou que o sacerdote é um prolongamento visível e sinal sacramental de Cristo na Igreja que prega o Evangelho, apascenta os fiéis e celebra o culto divino.


A dignidade sacerdotal não pertence ao presbítero, mas a Cristo e nesse sentido o padre não pode se esconder, mas precisa testemunhar a santidade de Deus no mundo presente. Para isso o Senhor escolheu homens do meio do povo, separou-os, consagrou-os e os enviou.


Homem da santidade

O sacerdote precisa caminhar em busca da santidade e também proclamar a santidade para os fiéis. Isso não depende dele, mas é um imperativo divino: “sede santos, pois eu, Vosso Deus, sou Santo”. A Santidade sacerdotal não advém da santidade do homem que age, mas da ação da Trindade que o constituiu para agir, por meio da ação ministerial, “na pessoa de Cristo”.


Santificação do Clero

Convocado por meio da congregação para o clero, o Dia de Oração pela Santificação dos Sacerdotes é celebrado na Solenidade do Sagrado Coração de Jesus a cada a ano. Na noite do dia 23, durante o momento de Adoração ao Santíssimo Sacramento, o Clero realizou um momento de oração e reflexão pelos sacerdotes do mundo todo.


Apelo Vocacional

O sacerdote não cai do céu, mas é fruto de uma Igreja que pede por meio da oração vocações. Em nossos tempos percebemos a necessidade de mais sacerdotes para atender o Povo de Deus. Porém, percebemos também um declínio no número de jovens que ingressam no Seminário. Como Igreja Diocesana é urgente que intensifiquemos nossas preces pelo aumento e santificação do clero. O trabalho da Pastoral Vocacional é cada vez mais necessário. Por isso, supliquemos a Deus que continue enviando operários para sua messe, pois a messe é grande e poucos são os operários.


Como você pode ajudar?

- Em suas orações eleve a Deus uma prece pelas vocações. Por exemplo, no Santo Terço ofereça a última dezena na intenção dos padres, dos seminaristas e vocacionados.

- Cuide bem e valorize o padre da sua Paróquia: ajude nas pastorais, não critique, não permita que as pessoas falem dele.

- Procure um meio de ajudar a Pastoral Vocacional: essa é a Pastoral que cuida de preparar os que vão ingressar no Seminário.

- Contribua com a OVD. A Obra das Vocações Diocesanas é um fundo de ajuda para a manutenção da formação dos seminaristas e promoção vocacional. Você pode ser um fiel contribuinte: saiba como fazer isso aqui.


Padre Renato Oliveira

Pascom Diocesana