google-site-verification=t0RqaUFOILcT8EBxg1NEFiP7WVYlBg00uilQ2klT440
 

Rubiataba-Mozarlândia

Diocese de

Evangelização é tema de retiro do clero

O clero da Diocese de Rubiataba-Mozarlândia esteve reunido entre os dias 02 e 06 de março para o retiro canônico, tempo propício para recolhimento espiritual, meditação e oração. O retiro aconteceu na Mosteiro Santa Cruz, em Anápolis. Dom André Vital Félix da Silva, Bispo Diocesano de Limoeiro do Norte foi quem conduziu os momentos de meditação.


A palavra de inspiração para as meditações foi retirada dos textos paulinos: “Ai de mim se eu não evangelizar” (1Cor 9,16). Dom André introduziu o retiro lembrando aos padres que “o retiro é momento de recuperar os valores da nossa própria vida”. Partindo da experiência do Profeta Elias (1Rs 19,9ss), lembrou o cansaço do servo de Deus que, no meio das dificuldades da missão, acaba por refugiar-se com medo, aflito e desanimado. O profeta – como o sacerdote – precisa encontrar-se em Deus para poder renovar suas forças para continuar a missão.


O pregador destacou ainda a vocação especial do presbítero como homem de Deus, chamado a desempenhar não um papel, mas algo mais profundo: ser sinal de Cristo na Terra. O padre é aquele que desempenha as três missões de Cristo: mestre, sacerdote e pastor. Nesse sentido, o presbítero deve viver intensamente uma intimidade com o Senhor: “o sacerdote deve ser um homem comprometido com a Palavra de Deus, pois sua vida está centrada no seguimento a Jesus e ninguém pode seguir alguém que não se conhece, mas também impossível conhecê-lo sem amá-lo”.


Além dos momentos de meditação, o retiro também foi marcado por momentos de espiritualidade como Adoração ao Santíssimo, contemplação da Via-Sacra, celebração penitencia sendo a Santa Missa o ápice de toda experiência do dia.


Rezemos pelo aumento e santificação do nosso clero e supliquemos a graça de que Deus envie para nossa Diocese um pastor segundo seu coração.