google-site-verification=t0RqaUFOILcT8EBxg1NEFiP7WVYlBg00uilQ2klT440

Rubiataba-Mozarlândia

Diocese de

Voz do Pastor: Mensagem de Dom Adair para a quaresma


Amada Família Diocesana, Desejo a todos um abençoado tempo quaresmal!

“Durante estes dias se dedica às orações mais frequentes e fervorosas” (Santo Agostinho, Sermão 205, 2)

Iniciamos mais um tempo favorável à nossa conversão: a liturgia quaresmal. Há algo de mistério neste tempo que invade o contexto de nossas vidas como católicos. A liturgia, os exercícios penitenciais, a via sacra rezada com piedade, as confissões dos fiéis, enfim, a mensagem que cada celebração traz aos nossos corações. Trata-se de um tempo diferente, extraordinário para nossas almas sedentas de misericórdia e salvação.


Convido a todos a terem presente neste tempo de exigentes reflexões a fazerem eloquentes orações pela Igreja de Cristo, na qual estamos imersos pelo nosso batismo. Os pecados dos filhos da Igreja não têm poder de sujar o seu Mistério, epifania do Ressuscitado. Satanás usa das misérias humanas dos que estão na Igreja para impor uma derrota aos bons costumes, à vivência das virtudes e à esperança na vida eterna.


Na quarta-feira de cinzas recebemos sobre nossas cabeças esse elemento da natureza acompanhado das palavras “lembra-te que és pó e ao pó voltarás”. Trata-se de um imperativo que deve ser acolhido no profundo da fé que recebemos dos Apóstolos. O tempo quaresmal é especial e nos convida a entrar em confronto com nossas estruturas pessoais que não nos deixam agradar a Deus e a amar o próximo. As cinzas nos convidam à humildade e ao aniquilamento das vaidades, paixões desordenadas, vícios e orgulho que herdamos do velho Adão.


“Convertei-vos e crede no Evangelho” (Mc 1,12-15), são palavras de Nosso Senhor dirigidas a nós como grande convite à mudança de vida mediante um ato forte de decisão e conversão a Ele. O grande obstáculo à nossa conversão somos nós mesmos com nossos atos de egoísmo, de fechamento e da não aceitação da humildade de Cristo em nós. Isso nos impede de sermos curados da anemia espiritual, causada pela repulsa à Luz de Cristo por não aceitarmos o imperativo da renovação interior.


Entremos no âmago do Mistério que estamos a celebrar, permitindo que a Graça de Deus nos interpele e nos anime no processo de conversão a Deus e amor ao próximo. O convite quaresmal é para todos os filhos e filhas da Igreja, sejam clérigos, religiosos, pessoas consagradas, leigos e leigas. Os tempos nunca foram fáceis para o anúncio do Evangelho. Rezar e fazer penitência pela Igreja, pelo Papa, pelos bispos e sacerdotes e pela conversão dos pecadores é uma exigência que se impõe em nossos dias. Rezemos, irmãos, pela perseverança dos seminaristas, pela santidade do clero e do Povo de Deus.


Que este tempo quaresmal nos leve a contemplar o Cristo que se entregou por nós na cruz e nos salvou. “Nós vos adoramos e bendizemos, Senhor, porque pela vossa santa Cruz salvastes o mundo”. Que a Justiça Divina banhe as trevas da maldade e do pecado de nosso tempo, transformando tudo em vida no Ressuscitado. Amém!

Dom Adair José Guimarães Administrador Diocesano de Rubiataba e Mozarlândia

Arquivo
Tags

© 2014 por PASCOM RuMo. Resiolli/WIX.com

Tel - (62)3348-6187

dioceserumo@hotmail.com

Rua João Paulo II, Q. 08, L. 06 St Camões 

76700-000 Mozarlândia/GO