google-site-verification=t0RqaUFOILcT8EBxg1NEFiP7WVYlBg00uilQ2klT440 Ano Vocacional Mariano é apresentado ao Regional Centro-Oeste | Diocese de Rubiataba

© 2014 por PASCOM RuMo. Resiolli/WIX.com

Tel - (62)3348-6187

dioceserumo@hotmail.com

Rua João Paulo II, Q. 08, L. 06 St Camões 

76700-000 Mozarlândia/GO

Rubiataba-Mozarlândia

Ano Vocacional Mariano é apresentado ao Regional Centro-Oeste

30/11/2016

Na segunda parte da reunião anual de avaliação e planejamento da ação pastoral do Regional Centro-Oeste da CNBB (Goiás e Distrito Federal), que aconteceu no dia 18 de novembro, o coordenador da Pastoral Vocacional, padre Elias Aparecido, apresentou a proposta de vivência do Ano Vocacional Mariano, compromisso comum assumido pelo regional na Assembleia do Povo de Deus, realizada em setembro do ano passado, em Brazlândia (DF). O tema do Ano é “A exemplo de Maria, discípulos missionários” e o lema “Eis-me aqui, faça-se”.

 

Objetivo 

Pela inspiração do Evangelho (Lc 1, 26-38) que narra o anúncio do nascimento de Jesus pelo anjo Gabriel a Nossa Senhora, em que ela responde: “Eis aqui a serva do Senhor! Faça-se em mim segundo a tua palavra” (Lc 1, 38), padre Elias disse que o Ano Vocacional Mariano tem o objetivo de dar continuidade ao tripé de compromissos assumido pela Igreja em Goiás e no Distrito Federal. Ele deixou claro, em sua apresentação, que vocação e Maria tem tudo a ver. “A Pastoral Vocacional tem uma forte dimensão mariana que não se resume em apresentar a jovem Virgem de Nazaré como modelo de vocação, mas, sobretudo porque ela nos inspira na realização desta missão”, disse.

 

Maria como modelo para todos os cristãos

O coordenador da pastoral também explicou que “Maria é o melhor referencial para o serviço vocacional que é desenvolvido nas comunidades, porque ela é o símbolo da humanidade chamada à comunhão com Deus. Com ela também aprendemos que o chamado vocacional implica uma missão.”

 

Padre Elias citou a Constituição Dogmática Lumen Gentium (Luz dos Povos) para justificar a vocação de Maria como modelo para todos os cristãos. “A máxima realização da existência cristã como um viver trinitário nos é dada na Virgem de Nazaré, que através da sua fé e obediência à vontade de Deus, assim, como por sua constante meditação da Palavra e das ações de Jesus, é a discípula mais perfeita do Senhor” (LG 53). Ele se apoiou também no Documento de Aparecida (DAp). “E ainda, ela viveu completamente toda a peregrinação da fé como mãe de Cristo e depois dos discípulos, sem estar livre da incompreensão e da busca constante do projeto do Pai” (DAp 266).

 

Proposta

O ano temático regional não tem o objetivo de fazer um paralelo com o Ano Nacional Mariano proposto pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, mas de acolhê-lo e acrescentar à sua vivência o sentido vocacional pelo exemplo de Maria. Já está agendado para o dia 7 de maio de 2017, o Congresso Vocacional Mariano, que acontecerá em Brasília. As dioceses deverão participar, se dirigindo nesse dia, à Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, que fica na Esplanada dos Ministérios, onde haverá uma vigília pelas vocações, procissão coma a Imagem de nossa Senhora Aparecida e estandes, em que as expressões vocacionais do Regional Centro-Oeste poderão apresentar as suas iniciativas pastorais ao público.

 

Após a apresentação do padre Elias, os participantes se reuniram em grupos e conversaram sobre como as Igrejas particulares podem viver o Ano Vocacional Mariano. Em uma breve exposição, logo depois das discussões, as lideranças apresentaram que é importante usar os meios de comunicação para a divulgação do Ano; criar a Pastoral Vocacional onde ainda não tem; criar a cultura vocacional em pastorais e movimentos; promover encontros, congressos e formações de lideranças sobre a dimensão vocacional; incentivar a formação de catequistas sobre a cultura vocacional; estimular a oração do Terço Vocacional; desenvolver folder sobre a temática para ser enviado às dioceses e pastorais.

Please reload

October 29, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload