google-site-verification=t0RqaUFOILcT8EBxg1NEFiP7WVYlBg00uilQ2klT440 Seu cérebro parou de crescer, mas o final dessa história vai surpreender você | Diocese de Rubiataba

© 2014 por PASCOM RuMo. Resiolli/WIX.com

Tel - (62)3348-6187

dioceserumo@hotmail.com

Rua João Paulo II, Q. 08, L. 06 St Camões 

76700-000 Mozarlândia/GO

Rubiataba-Mozarlândia

Seu cérebro parou de crescer, mas o final dessa história vai surpreender você

01/11/2016

Seu cérebro tinha parado de crescer e ele sobreviveria poucos dias. Mas Matthew não se importou com a opinião pessimista dos médicos.

 Matthew Riddle nasceu prematuro, pesando menos de 500 gramas e diagnosticado com a rara condição do nanismo primordial, um transtorno ligado à microcefalia e que mantém o corpo menor que o normal em todos os estágios da vida.

 

O problema foi percebido na 28ª semana de gestação de Jenevive Cook, a mãe do menino. Matthew não estava se desenvolvendo dentro do útero e os médicos decidiram adiantar o parto.

 

Os primeiros 98 dias do bebê foram dramáticos a ponto de os médicos o desenganarem. A equipe concluiu que o cérebro do pequenino tinha parado de crescer e que, por isso, ele sobreviveria muito poucos dias.

 

Mas parece que Matthew não se importou com a opinião pessimista dos médicos.

 

Três meses depois, um novo diagnóstico mostrava encorajadores sinais de desenvolvimento. O menino poderia andar, falar, brincar, viver como qualquer criança normal – com um só porém:  cresceria menos que a média, o que não seria problema algum. Afinal, Matthew ia sobreviver!

 

Aos 7 meses, ele está pesando pouco menos de dois quilos: bem abaixo do normal, mas muito acima das primeiras expectativas. Aliás, as primeiras expectativas eram de que ele morreria poucos dias depois de nascer…

 

O caminho clínico de Matthew vai ser longo. Ele já teve que enfrentar uma cirurgia para evitar derrames cerebrais e precisa fazer consultas frequentes, mas a tendência é que ele supere os seus desafios e continue sendo um pequeno grande vencedor! Vontade de viver e amor da família, pelo visto, não vão lhe faltar!

Please reload

October 29, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload